O sérvio Novak Djokovic conquistou nesta segunda-feira as Finais da ATP, em Londres, ao vencer o suíço Roger Federer, por 2 sets a 0, com parciais de 7-6(6) e 7-5, em duas horas e 14 minutos de jogo.

Esse é o segundo título de Djokovic em Finais da ATP. Em 2008, o sérvio levantou o troféu do torneio vencendo o russo Nikolay Davydenko na decisão. Em toda a carreira, o atual número 1 do mundo conquistou 34 títulos.

Federer, por sua vez, lutava pelo sétimo título. Os troféus anteriores do número 2 do mundo foram conquistados em 2003, 2004, 2006, 2007, 2010 e 2011.

A partida de hoje começou com Federer mais confiante, chegando, inclusive, a quebrar o serviço de Djokovic, que começou irregular na maioria das partidas desta edição das Finais da ATP. Em 10 minutos, o suíço já vencia por 3-0.

Aos poucos, o sérvio foi equilibrando o duelo, até quebrar o serviço do rival no sétimo game. Logo depois, ‘Djoko’ virou o placar em 5-4. A partir daí, os dois trocaram serviços indo até o tie-break, que foi terminou 8-6 para o tenista número 1 do mundo.

O segundo set, mais uma vez começou com Federer melhor, a diferença, no entanto, parecia residir no cansaço dos dois atletas, visível pela maratona de jogos na temporada.

O suíço chegou a sacar com dois match points, quando vencia por 5-4, mas permitiu a virada de um aguerrido Djoko, que vibrou muito ao reverter a vantagem, empatando o set. Depois disso, Federer pareceu entregue, e não freou mais uma virada, que garantiu o título ao rival.

Sem mais artigos