O ex-astro da NFL Junior Seau, que morreu no meio de 2012, sofria de uma doença cerebral, o que pode ter levado a sua morte. De acordo com pesquisadores americanos em entrevista a emissora “ABC News”, o atleta pode ter cometido o suicídio devido à encefalopatia traumática crônica, doença causada pelos golpes que o jogador sofreu durante sua carreira profissional.

O jogador, que atuou por 19 anos, se suicidou em 2012, quando tinha 43 anos, com um tiro no peito. O atleta não deixou rastros do que teria levado a se matar, apenas uma mensagem para os quatro filhos com a frase “eu amo vocês”.

Posteriormente, familiares do atleta afirmaram que ele vinha sofrendo com depressão. Com a morte, seu cérebro foi doado para a Universidade Estadual de Ohio para pesquisas. Essa doença é comum entre ex-boxeadores também devido ao excesso de pancadas na cabeça.

Em sua carreira, Junior Seau jogou em franquias como o Miami Dolphins, New England Patriots e San Diego Chargers.

Sem mais artigos