Segundo a imprensa local, duas pessoas morreram na série de duas explosões ocorridas ao fim da maratona de Boston, nesta segunda-feira (15). As informações são da agência Ansa

De acordo com a CNN, mais 28 pessoas ficaram feridas pelos estilhaços, sendo que testemunhas oculares alegam ter visto “dezenas” de feridos.

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Binden, explicou desconhecer “as causas da explosão” e disse estar “orando pelos cidadãos de Boston”.

As primeiras vítimas foram atendidas ainda no local, pelo posto médico que serviria para atender os atletas. Outras aguardavam ambulâncias para irem a hospitais próximos.

Um dos feridos teria perdido ambas as pernas.

“Escutei a força da explosão. O povo corria. Vi vítimas deslocadas por todos os lados”, afirmou Jackie Bruno, repórter da emissora New England.

O local próximo às explosões foi evacuado, enquanto que o acesso de metrô foi bloqueado. Até o momento, não foram divulgados motivos das explosões, registradas com poucos segundos de diferença.

De acordo com a emissora CNN, a polícia investiga a possibilidade de uma bomba ter sido colocada no Hotel Mandarin, também em Boston.

A cidade de Nova York está em alerta por medo de ataque terrorista.

 

Sem mais artigos