Donald Sterling, proprietário do Los Angeles Clippers, franquia da NBA, que foi flagrado recentemente fazendo comentários racistas em conversa com a namorada, sofre de câncer na próstata.

A informação foi publicada pelo jornal New York Post na última quinta-feira (01), dois dias depois que o comissário da maior liga de basquete do mundo, Adam Silver, punisse o dirigente com suspensão perpétua, além de multa de US$ 2,5 milhões.

Os comandantes da NBA ainda tentam o apoio dos 29 demais donos de equipes para obrigar Sterling, de 80 anos, a vender a franquia.

De acordo com o Post, o milionário vem gastando boa parte da fortuna para obter os medicamentos mais caros e se submeter a diversos tipos de tratamento, o que já teria prolongado sua vida em dois anos.

Ainda segundo a publicação, Sterling estaria negociando para dar entrevista em um dos mais populares programas da emissora de televisão americana ABC.

As medidas tomadas por Silver contra o dono dos Clippers se baseiam em sua conclusão de que as ofensivas declarações de Sterling que violaram as regras da NBA.

A conversa do dia 9 de abril com a namorada, a modelo Vivian Stiviano, foram obtidas pelo TMZ, que publicou o áudio na última sexta-feira (25). Em conversa com Silver, o empresário admitiu que a voz que se ouve na gravação é mesmo dele, mas não se desculpou pelo que disse.

Na conversa, Sterling recriminou Stiviano por posar para fotos ao lado de pessoas negras, incluindo o ex-jogador Magic Johnson. “Porque você faz fotos com minorias?”, perguntou o dono dos Clippers, que ainda pediu a namorada para não levar negros às partidas da franquia.

Sem mais artigos