Em trechos de sua biografia Como um raio divulgados pelo jornal alemão Bams, o bicampeão olímpico dos 100m, 200m e 4x100m Usain Bolt, admite que já teve experiencia com drogas durante sua adolescência e conta causos envolvendo mulheres, sexo e até uma noitada com a atriz Sandra Bullock em Hollywood.

“Eu sei que isso soa de uma forma bastante improcedente para um campeão olímpico, mas realmente é verdade (envolvimento com drogas), aconteceu um vez só e me arrependi logo em seguida”, disse o jamaicano. “Quando jogava futebol com meus amigos no parque, sempre tinha um grupo de garotos que fumavam maconha e um dia eu cai nessa tentação”, completou Bolt, que chega ao auge de sua carreira aos 27 anos.

Apesar de revelar o uso da maconha, Bolt conta no livro que a experiência só serviu para ele ter certeza daquilo que já imaginava. “Eu apenas provei o que me parecia nojento e depois da primeira tragada, me senti cansado. O efeito foi violento e fiquei meio tonto”, afirmou o jamaicano.

Já com as mulheres, Bolt garante em relatos de seu livro que o sucesso foi imediato e o fato de ser um corredor conhecido só o favoreceu. “As mulheres se atiram aos meus pés. Não era assim quando era mais novo. Eu já conhecia outras meninas, mas as coisas mudaram depois que me tornei um esportiva profissional conhecido, e em Pequim a coisa foi diferente”, disse. “Lá eu podia ter todas as mulheres que eu quisesse”, continuou. “Ia a um clube e pensava: ‘Qual eu devo escolher? Você? Você? Você, não! Venha’. Para um jovem como eu, era como um sonho se tornando realidade. Aos 22 anos e no auge da minha vida, me senti como uma criança em uma loja de doceses”, completou.

Por fim, Bolt ainda revelou que em uma noite em Hollywood saiu de uma festa acompanhado da modelo Heidi Klum e a atriz Sandra Bullock. “Eu estava em viagem promocional por Hollywood e me perguntaram se poderiam se juntar a nós em uma festa. Estavam lindas. Passamos uma noite genial, dançamos e bebemos champanhe. Em que pese o que foi dito, não ocorreu nada demais, ainda que sinceramente fosse genial”, finalizou o atleta.

Sem mais artigos