Titular durante as campanhas vitoriosas do Corinthians nos títulos do Campeonato Brasileiro de 2011 e da Libertadores e do Mundial de Clubes, ambos em 2012, o zagueiro Chicão, que tinha contrato com o clube até 31 de dezembro deste ano, foi liberado para acertar sua transferência para o Flamengo. Chateado, o defensor desabafou e revelou uma certa mágoa da diretoria alvinegra por não ter renovado seu vínculo.

“Eu saio triste pelo jeito como fui tratado pela diretoria, mas ao mesmo tempo feliz pelo desafio de jogar em outro grande clube, como o Flamengo. Ganhei absolutamente tudo e merecia mais consideração”, afirmou o zagueiro, em entrevista ao jornal Diário de S.Paulo, publicada neste domingo (04).

“Eu sempre disse nas minhas entrevistas que queria ficar. Não estou saindo por quero, mas por opção do presidente Mário Gobbi, do Edu, do Roberto de Andrade e do Duílio”, completou o zagueiro.

Com Gil brilhando entre os titulares desde sua contratação, no início deste ano, e Paulo André mantendo a regularidade apresentada no Mundial de Clubes da Fifa no Japão, Chicão acabou perdendo espaço na equipe. Além disso, a chegada do jovem Cleber, vindo da Ponte Preta, deu um ponto final nas esperanças do ex-capitão do time em permanecer no Corinthians.

Em entrevista a jornal, Chicão diz que merecia mais reconhecimento da diretoria

Sem mais artigos