Sedado desde terça-feira e sem nenhuma complicação, o ex-jogador Sócrates permanece em estado grave. A família do eterno craque corintiano torce para que ele saia desta situação e já se prepara para enfrentar um novo desafio: a luta por um transplante de fígado.

Antes, o próprio ex-jogador e a sua família descartavam a possibilidade da operação, Mas agora a esposa de Sócrates, Katia Bagnarelli, admite que o transplante é uma opção que já vem sendo considerada.

“A cura para a doença dele (cirrose) é o transplante. Se for para salvar a vida dele, curá-lo, vamos batalhar por isso. É uma cirurgia delicada, mas tem 90 de chance de dar certo”, disse a esposa do “doutor”.

Entretanto, o processo pelo transplante pode demorar. Na atual estado, Sócrates não poderia fazê-lo. Teria de esperar até o fim do ano e apresentar quadro mais estável. O momento atual é de observação. O ex-jogador ficou sedado nas últimas 24 horas e vai ficar mais um dia dessa forma. Se não apresentar complicações, a sedação será diminuída.

“Coração, pressão, pulmão… está tudo legal. Mas ele precisa ficar estável e não pode ter outro sangramento interno. Cada hora é uma angústia”, diz a esposa de Sócrates.

Antes de receber alta da primeira internação, no dia 27 de agosto, Sócrates falou sobre a possibilidade de um transplante.

“No momento não vou precisar. Mas, caso precise, não quero ser favorecido e passar na frente de ninguém, quero ser tratado como qualquer pessoa normal.”

Sem mais artigos