Principal ponto de entrada e saída de turistas de Brasília, o Aeroporto Internacional Presidente Juscelino Kubitschek teve um final de semana atípico durante a abertura da Copa das Confederações, que aconteceu no último sábado, no Estádio Nacional Mané Garrincha, e também no dia posterior ao jogo, neste domingo (16).

Administrado desde dezembro de 2012 pela Inframerica Aeroportos, consórcio que substituiu a estatal Infraero na realização trabalhos como gestão, manutenção e o funcionamento dos serviços básicos, o local segue em funcionamento normal na parte interna, mas bastou olhar por uma das janelas que dá acesso a parte externa que podemos notar uma espécie de canteiro de obras.

Com investimentos na casa dos R$ 2,85 bilhões durante a concessão de 25 anos do aeroporto, a Inframerica está gastando R$ 750 milhões dos recursos previstos na reforma completa dos dois terminais em operação e construção de um terceiro terminal, com ampliação das atuais 13 para 28 pontes de acesso aos aviões, até junho de 2014, visando a disputa da Copa do Mundo, onde Brasília sediará sete partidas.

E nem mesmo um domingo de sol e de movimentação razoável em Brasília fizeram com que os operários responsáveis pelas obras do aeroporto dessem uma pausa no trabalho. Aproximadamente 200 homens trabalham de forma intensa com caminhões, guindastes, tratores e máquinas de escavação enquanto a Seleção Brasileira embarcava, por volta das 15h (horário de Brasília) rumo a cidade de Fortaleza, no Caerá.

Se na parte de fora do aeroporto o trabalho é que ditava as regras, na parte interna a diversão tomava conta de alguns visitantes e turistas. Foi criado em um setor especifico do aeroporto uma espécie de arena de futebol, onde crianças e até adultos podem parar, enquanto aguardam seus voos, para bater uma bola e descontrair um pouco com funcionários e voluntários.

Só que não era apenas a diversão que tirava a atenção dos turistas presentes no Presidente Juscelino Kubitschek. Diversas pessoas que estavam na praça de alimentação do local estranharam ao notar que todas as televisões e monitores do Aeroporto, que estava todo enfeitado com imagens da Copa das Confederações, transmitiam o programa Domingão do Faustão ao invés do duelo entre Itália e México, duelo disputado no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Partida com a maior procura de ingressos antes do início do torneio, o jogo não teve transmissão pela Rede Globo, que optou pelo seu tradicional dominical. A Band, outra emissora que detém os direitos entre as emissoras de TV aberta, transmitiu o jogo, mas as televisões permaneceram no Faustão, mesmo com a insistência de alguns clientes.

Sem mais artigos