O técnico da seleção chilena, o argentino Marcelo Bielsa, convocou 18 jogadores para o amistoso da próxima quarta-feira com o Uruguai, em Santiago, que marcará sua despedida da equipe após quatro anos no comando.

O treinador disse que, por questões de princípios, não poderia trabalhar ao lado de Jorge Segóvia, empresário espanhol que ganhou a eleição para a Presidência da Associação Nacional de Futebol Profissional (ANFP) e que vai assumir o cargo em 15 de janeiro.

Dos convocados, 15 atuam fora do país, entre eles o volante Maldonado, do Flamengo. Apenas Rodrigo Milhar e Esteban Paredes, do Colo-Colo, e o goleiro Luis Marín, do Unión Española, representam times locais.

O meia Valdívia, do Palmeiras, não foi chamado pelo treinador, assim como outros nomes de destaque da seleção, como os atacantes Matías Fernández, do Sporting de Lisboa, e Mauricio Pinilla, ex-Vasco e atualmente no Palermo.

Além de servir como a despedida de Bielsa, o amistoso também homenageia o centenário do primeiro jogo oficial da seleção do Chile.

Sem mais artigos