Destaque do Santos em suas duas passagens pelo alvinegro de Vila Belmiro, o atacante Robinho retornou na última semana ao Manchester City, clube o qual o atleta tem contrato em vigência. Porém, sem estar nos planos do técnico Roberto Mancini, especulou-se na mídia internacional a informação de que ele poderia se transferir nos próximos dias para o Schalke 04, da Alemanha.

E notícia, mesmo sem nenhuma confirmação oficial, fez com que um antigo questionamento sobre o jogador voltasse à tona: porque Robinho não dá certo no futebol europeu?

Suas passagens por Real Madrid e Manchester City já respondem por si só, mas o Virgula Esporte resolveu fazer um levantamento para descobrir o real motivo de Robinho só ir bem no Santos e na Seleção Brasileira.

Futebol pouco objetivo

Mesmo não sendo um centroavante de oficio, Robinho sempre deixou sua marca com belos gols pelo Santos. Mas, o excesso do futebol pouco objetivo, muito cobrado na Europa, ajudou na queda do rendimento do atleta.

Atrito com treinadores

Tanto Real Madrid, como no Manchester City, Robinho teve alguns problemas com seus treinador. Fábio Capello e Mark Hughes não aprovaram o futebol do jogador, que fez de tudo para deixar os clubes então dirigidos por estes técnicos.

Noitadas

Apesar de ser casado, Robinho sempre foi adepto a shows e casas noturnas. Tanto que o jogador teve seu nome envolvido em um suposto caso de estupro na Inglaterra, o que manchou a passagem do jogador pelo Manchester City.

Deslumbramento com dinheiro

As duas transferências, tanto para a Espanha quanto para a Inglaterra, rendeu ao jogador cerca de R$ 150 milhões, tornando-o um dos atletas mais bem pagos do mundo.

Instabilidades em seus clubes

Ídolo no Santos pelos títulos conquistados e pelos anos de trabalhos prestados ao clube, Robinho não conseguiu a mesma estabilidade na Espanha e na Inglaterra. Foram dois anos e meio de Real Madrid e apenas um de Manchester City.

Sem mais artigos