Diferente do que acontece no Brasil, por exemplo, na Alemanha os árbitros de futebol não costumam ser tema de discussões, já que o protagonista de uma rodada ou partida costuma ser um jogador ou treinador, mas neste sábado (8), todas as atenções do Campeonato Alemão se voltaram para Wolfgang Stark.

Segundo uma lenda do futebol do país tricampeão do mundo Franz Beckenbauer, os erros de arbitragem normalmente vão sendo compensados ao longo da temporada. Stark admitiu erro no pênalti que resultou no primeiro gol do Wolfsburg na vitória sobre o Borussia Dortmund por 3 a 2. O árbitro viu falta em um lance que o zagueiro Marcel Schmelzer tirou, com o joelho, bola em cima da linha. Além disso, o jogador acabou expulso pelo lance.

“A falta e o cartão vermelho foram um erro da minha parte. Isso é chato, mas eu assumo”, afirmou o árbitro, em declarações publicadas no site do jornal “Bild
O técnico do Borussia, Jurgen Klopp, foi quem, publicamente, se expressou contra o árbitro. “A jogada foi decisiva. Jogando 11 contra 11, talvez o jogo tivesse tido outro vencedor”, disse o comandante, que ainda fez pedido para que Stark se explicasse sobre a atuação no jogo.

O treinador acreditava que, a partir do reconhecimento do erro pelo árbitro, seu jogador não seja suspenso no Campeonato Alemão. Um porta-voz da Federação Alemã de Futebol, já afirmou que Schmelzer não será punido pelo cartão vermelho que levou.
O tema virou o centro das discussões da rodada. O ex-craque da seleção alemã, Lothar Matthäus pediu uma “pausa” para Stark. Já o ex-árbitro Markus Merk, disse que o árbitro errou gravemente no lance e que ainda ignorou impedimento que resultou em gol do time de Dortmund.

Stark, apesar de toda a polêmica, é considerado um dos principais árbitros do futebol europeu, mas é criticado por uma suposta “arrogância” em campo. Característica que, pelo menos neste caso, não apareceu, com seu pedido público de desculpas.

Sem mais artigos