Depois de muitas polêmicas e mudanças, as 12 equipes da Fórmula 1 decidiram de forma unânime, em Silverstone, que não deve existir restrição ao difusor aquecido a partir do Grande Prêmio da Alemanha.

Após ter deixado no ar o acordo, porque tanto a Ferrari como a Sauber não estavam concordando, a unanimidade finalmente foi possível, como foi confirmado extraoficialmente.

Desta forma, a corrida da Alemanha voltará aos parâmetros normais como foi disputado o GP de Valência. Ou seja, os motores poderão enviar os gases ao difusor sem nenhum tipo de restrição.

O dispositivo, que aumenta a força aerodinâmica e faz com que os carros fiquem mais “presos” ao solo, é considerado um dos principais motivos do domínio da Red Bull na temporada, e a proibição poderia abrir um novo panorama na parte de cima da classificação.


Escuderias aceitam que não haja restrição ao difusor aquecido

Sem mais artigos