A dois dias da terceira final consecutiva da Espanha em torneios importantes, o zagueiro Sergio Ramos mostrou-se confiante na vitória na final da Eurocopa contra a Itália, no próximo domingo, mas tentou tirar a pressão sob os jogadores salientando que a equipe já tem um lugar na história do futebol.

“Vamos continuar com o nosso trabalho em um nível muito alto para esta final. Eu diria que ele é quase insuperável, porque nenhuma seleção alcançou o que nós podemos alcançar. São muitos anos de trabalho, de humildade e sacrifício. Independentemente do que acontecer no domingo, a Espanha já fez história”, disse o defensor.

A ‘Fúria’ pode se tornar a primeira seleção a vencer na sequência dos torneios continentais e a Copa do Mundo, vencida pelos espanhóis pela primeira vez em 2010, na África do Sul. Apesar de se mostrar satisfeito com os resultados, Sergio Ramos disse que a meta principal é realizar o feito inédito.

“Nada acabou, tudo continua, e o objetivo é ganhar a Eurocopa. Nós, pelo trabalho da seleção, podemos ficar muito orgulhosos de toda a equipe. Se perdermos no domingo, que é algo que pode ocorrer, temos de ir para casa com a cabeça erguida. E se formos campeões, que nosso país divida este êxito conosco”, declarou o jogador do Real Madrid”

“É preciso manter a calma, a humildade e a esperança de querer continuar fazendo tudo bem feito, além de respeitar uma grande seleção como a Itália”, completou.

A equipe do técnico Vicente del Bosque sofreu apenas um gol em toda a Euro, e Sergio Ramos fez questão de elogiar o trabalho feito pelo sistema defensivo.

“Talvez exista mais insistência na parte defensiva, porque não tivemos atuações dominantes até agora. Isso faz com que nossa defesa seja mais avaliada. Estamos orgulhosos com o que falam de nós, de nossos jogadores. Tomara que possamos continuar como zaga menos vazada, porque seria excelente”, finalizou Sérgio Ramos.

Sem mais artigos