O estado de saúde do ex-presidente da Fifa, João Havelange – internado desde 18 de março no Hospital Samaritano, na Zona Sul do Rio de Janeiro – piorou e é considerado grave, segundo boletim médico da unidade de saúde.

“Depois da visita de hoje, o estado clínico do presidente de honra da Fifa é grave e inspira cuidados”, diz o comunicado.

Havelange apresentou “uma piora do quadro cardíaco e pulmonar e necessita de remédios para controlar a pressão arterial e melhorar as funções do coração”, assinala o relatório clínico assinado pelo cardiologista João Mansur Filho, chefe da unidade coronariana. O dirigente esportivo segue em tratamento com antibióticos por via intravenosa e não tem previsão de alta.

Havelange já tinha sido hospitalizado em maio de 2010 por uma infecção e em 2006 foi passou por uma operação na qual teve implantado um marca-passo. Em dezembro de ano passado o ex-presidente da Fifa alegou motivos de saúde para justificar sua renúncia como membro diretor do Comitê Olímpico Internacional (COI).

Estado de saúde de João Havelange piora e é considerado grave

Sem mais artigos