“Se é preciso buscar um subornador, o primeiro é Diego Maradona”, afirmou nesta sexta-feira o ex-assessor do astro argentino, Gabriel Buono, acrescentando que o eterno camisa 10 deveria se internar em um hospício.

Em declarações ao canal de tevelisão argentino “C5N”, Buono opinou sobre a polêmica levantada por Maradona ao acusar nesta quarta-feira seu sucessor na seleção argentina, Sergio Batista, de receber prostitutas para convocar jogadores do empresário Carlos Mac Allister.

O ex-secretário se negou a dar mais informações, mas esclareceu que documentou cada um dos subornos e disse que fez essa denúncia depois de 13 anos por estar cansado de ser considerado um “idiota”.

“Diego está sujando o futebol e todos os argentinos. Tudo o que fez foi jogado no lixo”, comentou.

Buono destacou que tem certeza que Maradona “deixou as drogas”, mas afirmou que seu passado de dependência química ainda perturba sua personalidade: “Um dia diz branco e, no dia seguinte, diz preto”.

Nesta quinta-feira, Sergio Batista negou taxativamente ter recebido prostitutas e detalhou que durante sua gestão convocou menos jogadores que Maradona.

“Durante meu ciclo (de agosto de 2010 a julho de 2011), foram convocados 20 jogadores. Se eu quisesse fazer o que ele disse, teria convocado 200”, considerou Batista, “alfinetando” Maradona, que convocou 108 atletas.

Maradona e Batista, outrora amigos, foram campeões mundiais com a seleção argentina na Copa do Mundo de 1986, no México, sob a direção de Carlos Bilardo.

Ex-assessor afirma que Maradona já aceitou subornos

Sem mais artigos
Sair da versão mobile