O presidente da Sérvia, Tomislav Nikolic, estaria disposto a dar indulto a um dos maiores jogadores de futebol da história da sérvia, Dragan Dzajic, que atualmente comanda grupo de trabalho que tenta salvar o Estrela Vermelha da falência, informa neste sábado a imprensa sérvia.

O jornal “Danas”, indicou que a decisão sobre a acusação de abuso de poder e apropriação de recursos do próprio clube, enquanto era presidente entre 1998 e 2004, deverá ser publicada nos próximos dias no diário oficial do país.

Dzajic estaria envolvido em fraude relacionada à transferência de vários jogadores do Estrela Vermelha. Em 2010, o ex-jogador foi acusado formalmente pela promotoria sérvia, em denúncia que também envolve dois ex-dirigentes e um gerente do clube.

O novo gestor do clube de Belgrado, que é considerado o melhor jogador sérvio dos últimos 50 anos, chegou a ser detido em 2008, durante a realização das investigações sobre o caso.

O final do processo judicial contra o ex-atacante tinha previsão de término para janeiro.
Segundo a imprensa do país, o indulto já seria proclamado antes mesmo do término do procedimento legal.

O perdão a Dzajic acontece dias após o anúncio do governo sérvio de um plano de ajuda ao Estrela Vermelha, que vive graves problemas financeiros. O ex-jogador está a frente de um grupo de trabalho que comandará o clube até dezembro, quando será realizada eleição.

Dragan Djajic tem 66 anos e atuou entre 1961 e 1978. Além do Estrela Vermelha, ele vestiu a camisa do Bastia, da França, entre 1975 e 1977. Além disso, disputou 85 partidas pela seleção iugoslava. No Jubileu da Uefa, em 2003, o agora dirigente foi eleito o maior jogador da história da então nação da Sérvia e Montenegro.

Sem mais artigos