O goleiro Johnny Herrera, atualmente no Universidad do Chile e que teve passagem apagada pelo Corinthians em 2006, foi detido na manhã desta segunda-feira (17) acusado de dirigir em estado de embriaguez.

Segundo a polícia, Herrera foi interceptado por volta de 6h30 (horário local) na cidade litorânea de Maitencillo, na região de Valparaiso.

O chefe de polícia Jorge Espinoza afirmou que o teste de alcoolemia ao qual foi submetido o jogador, apontou resultado de 1,06 gramas de álcool por litro de ar expirado. A acusação de embriaguez poderá causar a suspensão por dois anos da licença de motorista do goleiro.

Herrera chegou a ser encaminhado para a delegacia de Maitencillo. A imprensa chilena apontou que o jogador estava em um hotel, durante as comemorações dos 202 anos de independência do Chile.

Este não é o primeiro incidente envolvendo Johnny Herrera. Em dezembro de 2009, foi processado após atropelar e matar um estudante de 22 anos enquanto dirigia alcoolizada. Depois de um acordo com a família, o jogador pagou indenização. 

Sem mais artigos