O ex-jogador Patrick Vieira afirmou nesta quarta-feira que as arbitragens favorecem ao Manchester United, time que lidera o Campeonato Inglês com três pontos de vantagem para o Manchester City, clube do qual o francês é diretor.

Ex-volante dos ‘Citizens’, Vieira é atualmente executivo de divisões de base. Ele acredita que quando jogam em casa os ‘Diabos Vermelhos’ têm “uma vantagem que as outras equipes não têm”.

Mas o questionamento quanto às arbitragens não se restringiu apenas ao maior rival. “Quando visitamos os estádios de Manchester United, Barcelona ou Milan, vemos que é difícil para os árbitros apitar contra esses times”, declarou o ex-meia à “BBC”.

“Precisamos ganhar títulos para também ter essa vantagem no futuro”, decretou.

As declarações do dirigente do City foram dadas dois dias depois que o árbitro Michel Oliver não marcou um pênalti para o Fulham, na última segunda-feira, quando a equipe londrina perdeu por 1 a 0 para o United, em Old Trafford. O placar serviu para que o time comandado por Alex Ferguson abrisse três pontos de frente.

Faltando oito rodadas para o fim do campeonato, o City, que foi líder em grande parte da temporada, está em segundo lugar. Vieira, de 35 anos, considera que sua equipe merece o título.

“Fomos o time que apresentou o futebol mais bonito desde o começo da temporada. O clube merece, é nosso momento”, afirmou.

Essa não é a primeira polêmica que o francês inicia com o time vizinho. Na semana passada, ele afirmou que a volta do inglês Paul Scholes ao elenco do United era uma demonstração de fraqueza do rival.

Em resposta às declarações do ex-jogador da seleção francesa, o capitão dos ‘Diabos Vermelhos’, o zagueiro Rio Ferdinand, foi ao ataque através do Twitter: “Por que Vieira está tão preocupado com o Manchester United?”, escreveu o defensor.

Sem mais artigos