Em entrevista ao Jornal da Tarde desta quinta-feira, o presidente do Clube dos 13, Fabio Koff, falou sobre o processo de licitação dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro entre 2012 e 2014, que deve nesta sexta-feira, terá a abertura dos envelopes com as propostas para a TV Aberta.

Ao comentar o racha político na entidade, disse que tudo depende dos clubes, mas transferiu a culpa para o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), que, para ele, está sendo “desrespeitado” pelos clubes que tentam negociar individualmente com as emissoras desrespeitando acordo (uma espécie de Termo de Ajuste de Conduta) assinado entre o órgão, o C13 e a TV Globo. O documento, assinado no ano passado, que colocou fim à preferência da emissora carioca, que tinha direito de igualar qualquer proposta rival e manter os direitos de transmissão do Brasileirão.

Os fatos dos últimos dias evidenciam ainda mais a discordância dos clubes em relação ao método de concorrência que, para muitos, os prejudicaria em caso de vitória de outra emissora que não a Rede Globo. Desta forma, Corinthians, Flamengo, Fluminense, Botafogo, Vasco, Coritiba, Cruzeiro, Grêmio, Santos e Palmeiras estão negociando em paralelo com o C13.

Sem mais artigos