Conor McGregor afirmou que a categoria era "dele". Mas quem é o detentor do cinturão, falastrão?

Conor McGregor afirmou que a categoria era “dele”. Mas quem é o detentor do cinturão, falastrão?

Quando achávamos que tínhamos acabado com o legado de Chael Sonnen após ele tomar uma leve joelhada de Anderson Silva na cara, chega um irlandês maluco que rouba o posto de falastrão. E assim como o americano, Conor McGregor também tem um rival brasileiro:  José Aldo, detentor invicto do cinturão da categoria peso-pena do UFC. Após entrar na categoria e vencer as cinco lutas que disputou, o falastrão irlandês finalmente ganhou sua chance de disputar o cinturão com Zé Aldo no dia 11 de julho, ainda neste ano.

Com o ego lá em cima, Conor teve mais motivos para “se achar” depois de saber que sua disputa pelo cinturão será o evento principal da noite, deixando para trás a disputa de cinturão dos meio-médios entre o americano Robbie Lawler e o desafiante canadense Rody MacDonald. O que ocorre normalmente é que as lutas das categorias mais pesadas sejam consideradas mais importantes do que as lutas das categorias mais leves. O irlandês, porém, tem uma explicação muito simples para que sua luta com José Aldo seja a mais importante da noite: ele mesmo.

“Aconteceu poucas vezes quando lutadores mais leves estiveram à frente de lutadores mais pesados como atração principal de um evento. No UFC 169 teve Renan Barão vs Urijah Faber, mas quem estava no co-evento era o Aldo contra o Lamas. Na verdade, eu não acho mais que essa é a divisão dos penas. Essa é a divisão do McGregor. Onde quer que eu vá, farei a luta mais importante da noite”, afirmou McGregor. Por mais que ele seja uma baita falastrão, ele tem um pouco de razão no que disse. Acontece que todo lutador polêmico, como Chael Sonnen foi e como é Conor McGregor, atrai um grande público justamente pelas polêmicas. Isso se reflete em mais assinaturas de pay-per-view, que acaba gerando lucros para o UFC, que é obrigado a considerar a luta mais polêmica como a mais importante.

Não esqueçamos, porém, que José Aldo costuma dar show em suas lutas e é o cara a ser batido na categoria. Hoje considerado o segundo melhor lutador da organização entre todos os pesos, logo atrás de Jon Jones, Zé Aldo atrai um público enorme de brasileiros que são apaixonados pelo MMA. Ele é muito mais responsável pelo main event do que o falastrão que acabou de pegar o bonde e quer sentar na janelinha: todo mundo quer ver Aldo enchendo o irlandês de porrada.

Vale lembrar o que esse irlandês desequilibrado fez na última vez que se encontrou com José Aldo, após vencer a luta contra Dennis Siver: pulou octógono e saiu correndo pra cima do brasileiro. Olha só como nosso lutador ficou preocupado:

Além dessa demonstração ridícula, o irlandês mostrou total falta de respeito acompanhado de um discurso cheio de preconceito ao dizer que José Aldo “parecia só um brasileiro magricelo da favela”. Vai pra cima dele, Aldo!

Sem mais artigos