A família real do Qatar fez uma oferta oficial para a compra do Manchester United, da Inglaterra, ao valor de 1,5 bilhão de libras (2,4 bilhões de dólares), segundo o Sunday Times deste domingo.

Entretanto, a oferta foi prontamente recusada pela família norte-americana Glazer, atual proprietária da equipe, por jugá-la de baixo valor. Leia-se: querer mais dinheiro.

A oferta foi realizada em dezembro e teria partido do fundo de investimentos que é controlado pela família real. Segundo informações, o mínimo que os Glazer aceitam pelo clube é dois bilhões de libras. As negociações irão prosseguir.

Sem mais artigos