A final da Liga dos Campeões da Europa acontecerá no próximo sábado (25) e um grande desfalque já é certo. E não será dentro de campo, já que os postulantes Bayern de Munique e Borussia Dortmund não têm baixas garantidas para o grande jogo, com exceção do meia Mario Götze (do Borussia, que sentiu dores na coxa e preocupa). O desfalque garantido no duelo será o famoso e belo mosaico feito pela torcida do Borussia Dortmund, que foi proibido para a final em Wembley, segundo a própria administração do estádio.

O motivo alegado é que esta manifestação dos torcedores aurinegros ocuparia o espaço onde ficará a cúpula da UEFA, além de uma suposta falta de segurança aos presentes, por causa do desnível entre as fileiras de cadeiras. O mosaico foi montado durante os jogos em que o Borussia fez em casa, no Signal Iduna Park.

“Há um monte de regras, e não é possível fazer uma boa coreografia. É muito triste para nossos torcedores. No meio das arquibancadas há a seção VIP. Não dá para fazer as coreografias porque é preciso todo o espaço”, disse Daniel Lörcher, secretário do Borussia Dortmund que trabalha em conjunto com os torcedores.

A final acontecerá às 15h45 (horário de Brasília) e, diferentemente dos outros estágios de mata-mata do campeonato europeu, é partida única. Casa haja empate por qualquer placar, haverá prorrogação. Se ainda assim não houver vencedor, o campeão será decidido nos pênaltis.

 

 

 

Sem mais artigos