A Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) emitiu comunicado nesta terça-feira (25) negando a realização de uma festa no hotel Golden Tulip, onde a seleção esteve concentrada em Recife, assim como qualquer ato de indisciplina de jogadores.

No texto, a entidade garante que não houve festa privada entre atletas e mulheres, regada a álcool, com direito a strip poker e visitas particulares a alguns quartos. As informações foram veiculadas pela imprensa brasileira.

Segundo a RFEF, as informações “atentam contra o bom nome da seleção espanhola de futebol e a honra e profissionalismo de seus jogadores. A entidade confirma que seis jogadores foram roubados no hotel e que o caso foi informado à polícia em seguida.

Além disso, a federação garante que o fato de ter denunciado o roubo, não é um ataque contra a Fifa, comitê organizador ou o Brasil. “Tal circunstância poderia ter ocorrido em qualquer lugar do mundo, inclusive na Espanha.

O zagueiro Piqué foi um dos poucos que comentou o assunto, em entrevista à rádio espanhola “Cope” garantindo que todas as informações divulgadas ontem sobre a suposta festa são falsas.

“A Federação interveio no assunto. Tudo é mentira. É muito duro complicar a vida dos outros. É uma experiência muito desagradável e inoportuna, mas se solucionará. A verdade sempre vem à tona”, afirmou Piqué. 

Sem mais artigos