No dia em que festejava a milésima partida de sua carreira, o suíço Roger Federer deu mais uma aula de tênis na vitória sobre o argentino Juan Martín Del Potro, alcançando as semifinais do Aberto da Austrália.

O atual número 3 do ranking mundial fez 3 sets a 0, com parciais de 6-4, 6-3 e 6-2, e agora espera quem passar do confronto entre o espanhol Rafael Nadal (2º do ranking) e o tcheco Tomas Berdych (7º).

Impressiona a regularidade de Federer, que chega pelo menos às semifinais do primeiro Grand Slam do ano desde 2004, tendo sido campeão em quatro oportunidades.

O ex-líder do ranking mundial precisou de exatas duas horas para dar uma aula de tênis a Delpo, que perdeu oito dos dez encontros com Federer até hoje. Em todos os sets, o suíço conseguiu quebrar o saque do argentino logo em seu primeiro serviço.

Na primeira parcial, o suíço começou de forma avassaladora, marcando 3-0. Aos poucos, passou a errar e permitiu que Delpo empatasse em 4-4. Foi a senha para Federer acordar, obter uma nova quebrar e fechar em 6-4.

No segundo set, o suíço abriu logo 3-1. Delpo chegou a ter três break points, mas não conseguiu quebrar o serviço de Federer e acabou derrotado por 6-3.

A terceira parcial foi ainda mais fácil. Enquanto o argentino dava sinais de esgotamento e impaciência para aplicar seus golpes, Federer mostrava confiança cada vez maior. Com nova quebra no início, o campeão de 2004, 2006, 2007 e 2010 fez 6-2 e manteve viva a chance do penta.

Sem mais artigos