O suíço Roger Federer, que venceu o torneio de Doha nos últimos três anos e havia se classificado às semifinais da atual edição, desistiu de disputar uma vaga na final na partida que faria nesta sexta-feira contra o francês Jo-Wilfried Tsonga devido a uma lesão nas costas.

Com isso, o tenista francês ganhou a chance de enfrentar, na decisão, o vencedor do duelo entre seu compatriota Gael Monfils e o espanhol Rafael Nadal, primeiro cabeça de chave.

Federer havia reclamado de dores já nos dois jogos anteriores que fez no torneio amistoso, e preferiu não agravar seu estado físico a dez dias do início do primeiro Grand Slam da temporada, o Aberto da Austrália.

Esta foi a segunda vez que Federer deixou um torneio por lesão. A primeira foi no de Paris-Bercy, em 2008, também por dores nas costas.

Sem mais artigos