A saída do meia Ronaldinho do Milan ainda está dando o que falar. Depois de um longo tempo negociando com Assis, irmão e empresário do jogador, Palmeiras e Grêmio anunciaram no fim de semana que não têm mais interesse na contratação do craque.

O fracasso na negociação já tem um vilão. Pelo menos para o técnico do Verdão Luiz Felipe Scolari, que acredita que Assis foi o mais incorreto no caso.

“Quem não cumpriu com a palavra foi o Assis. Quando se faz um preço, e eu te pago, tem que me vender. A ideia é essa, mas não foi o que aconteceu. Tenho boa amizade com ele, mas o Assis foi o mais errado. E ele sabe que isso vai repercutir muito na vida do Ronaldo. Isso é um ensinamento aos nossos dirigentes para que não cometam mais esse erro”, afirmou Felipão.

Para resumir como estava sendo feita da negociação entre os três clubes brasileiros (Palmeiras, Grêmio e Flamengo) e Assis, o treinador comparou o caso com a novela da Globo ‘Passione’.

“É que nem “Passione”: mata, volta, morre, ressuscita, é a mesma coisa, tudo igual. Vamos ver o que vai acontecer ainda”, disse Felipão, deixando o suspense da novela ainda no ar.

Sem mais artigos