Já que é para ser uma decisão, que assim seja. É dessa forma que o Palmeiras está encarando o Derby de domingo, contra o Corinthians, no Pacaembu.

Prova disso é que até mesmo o goleiro Marcos, que estava ausente há alguns jogos mas treinou normalmente, estará no Pacaembu no domingo para o que pode ser o último jogo de sua carreira.

Inicialmente, havia (de forma velada) a intenção de que ele atuasse nas duas partidas finais, contra São Paulo e Corinthians, mas uma lesão o tirou do primeiro jogo.

Em sua trajetória, Marcos se consagrou justamente contra o time do Parque São Jorge, em 1999 e 2000, após defender pênaltis decisivos para a classificação do Verdão nas quartas de final e semifinal, respectivamente, da Copa Libertadores sendo que, na primeira delas, o clube conquistou a taça e na segunda, mesmo tendo um time para muitos inferior, chegou ao vice.

Felipão vê isso como um fator a mais para motivar a equipe e causar certo temor no adversário. Prova disso foi a pergunta sobre motivo de uma eventual escalação de Marcos como titular: “Não sei. Pensa. Vocês têm que pensar”.

Caso jogue, ele encerra um hiato de 13 jogos em que Deola foi o titular. A última aparição de Marcos na meta verde foi no empate por 1 a 1 contra o Avaí. “Ele vai estar lá (no Pacaembu), isso eu garanto”, afirmou Felipão.

Sem mais artigos