O futebol é a festa do povo, e nada causa maior alegria que ver um gol do seu time. Para um jogador, o ato de marcar gera, na maioria das vezes, um frenesi pouco comparável com outras situações – e alguns atletas acabam até passando do limite. O Virgula Esporte reuniu algumas das comemorações que acabaram passando da conta do bom senso e viraram polêmica.

Na galeria acima, destaque para o caso mais recente, do grego Giorgos Katidis, que fez um gol no último final de semana e fez uma saudação nazista. O atacante do AEK Atenas acabou punido severamente com a proibição de jogar pela seleção de seu país. Katidis, porém, revelou mais tarde que não quis fazer o ato tido como preconceituoso e que desconhecia ser algo sério.

Problemas sociais à parte, os clássicos inflamam tanto a torcida quanto os protagonistas do espetáculo, que são os jogadores. Nos anos 1990, era mais comum ver comemorações que acendiam a rivalidade dos clubes pelo Brasil, como a imitação de porco do corintiano Viola após um gol contra o Palmeiras, ou o uso de máscaras pelo palmeirense Paulo Nunes.

Veja na galeria acima outras polêmicas em comemorações.

 

 

Sem mais artigos