A edição do diário Lance desta quarta-feira estampa em sua capa uma polêmica matéria com detalhes sobre uma confusão no Santos envolvendo o garoto Neymar que culminou na queda do treinador Dorival Junior.

Segundo a publicação, o jovem atacante e outros quatro jogadores promoveram uma festa privê na concentração, feita no hotel Holiday Inn de Porto Alegre (RS), que contou com a presença de garotas de programa no dia 26 de agosto, após a vitória por 2 a 1 sobre o Grêmio.

Neymar, inclusive, teria levado uma das profissionais para o seu quarto – incidente registrado pelo circuito interno do hotel com imagens enviadas ao clube.

A fita foi assistida pela cúpula do clube e o fato deixou o então treinador Dorival Junior revoltado. Ele pediu uma punição aos atletas, que foi negada e desencadeou a crise na equipe campeã paulista e da Copa do Brasil. O caso foi então abafado, mas voltou à tona dias depois, quando houve a famosa discussão entre Neymar e o técnico.

A reportagem questionou a direção do Santos, o empresário do jogador e o próprio Dorival Junior, mas todos se negaram a falar sobre o assunto. Vinte e sete dias depois, o desfecho: Dorival caiu e Neymar venceu.

Em tempo: os jogadores quebraram uma das câmeras do hotel em uma tentativa de ocultar o fato e o clube teve que arcar com o prejuízo.

Sem mais artigos