A Fifa solicitou nessa quarta-feira (21) à CBF que o segundo teste oficial da Arena Corinthians antes da Copa do Mundo seja realizado no próximo dia 1º, e não no dia 29, como estava previsto, num jogo entre o Timão e o Botafogo, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

De acordo com a informação, a entidade máxima do futebol pediu à confederação brasileira que o jogo seja realizado num domingo e que seja garantida a presença de pelo menos 50 mil espectadores.

Após o pedido, a CBF rearranjou dois jogos do Corinthians. O duelo contra o Cruzeiro, que aconteceria no dia 29 na Arena, foi remarcado para um dia antes no Canindé. Já a partida contra o Bota, que tinha mando do time carioca, foi realocado para o palco da abertura da Copa.

“Dado o alto padrão da partida de abertura da Copa do Mundo, é vital para os organizadores que todas as instalações sejam testadas nas reais condições de jogo, incluindo os assentos temporários e instalações adjacentes. Essas instalações complementares não estavam prontas quando o primeiro evento-teste aconteceu, no dia 19 de maio de 2014, mas estarão concluídas para o teste do dia 1º de junho de 2014”, justificou a federação internacional.

Valcke elogia Arena da Baixada

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, visitou nessa quarta-feira a Arena da Baixada, em Curitiba, e por meio do Twitter se mostrou satisfeito com a evolução nas obras do estádio, que chegou a estar ameaçado de exclusão da lista de sedes da Copa do Mundo.

“Parabéns, Curitiba. Grande progresso no trabalho de entrega do estádio, que é uma arena de qualidade não só para a Copa, mas para os fãs”, tuitou o dirigente.

Valcke chegou na segunda-feira ao Brasil, onde permanecerá até o fim do Mundial a fim de supervisionar os últimos detalhes das 12 sedes do torneio, que começa no próximo dia 12 com o jogo entre Brasil e Croácia, pelo grupo A, na Arena Corinthians, em São Paulo.

O estádio de Curitiba foi o que mais problemas apresentou por conta das demoras das obras, e inclusive a Fifa chegou a ameaçar excluí-lo devido às demoras.

Paradoxalmente, em 2007, quando o Brasil foi escolhido sede da Copa, a Arena da Baixada era o estádio que menos reformas requeria para se adequar às exigências da entidade máxima do futebol mundial. No local, acontecerão quatro partidas pela competição, todas pela fase de grupos.

Sem mais artigos