O Comitê de Urgência da Fifa suspendeu a Federação Camaronesa de Futebol (Fecafoot) provisoriamente e com efeito imediato nesta quinta-feira (04) por intervenções do Governo do país na entidade.

Camarões tem dois meses para acertar sua situação e poder enfrentar a Líbia pela última rodada da segunda fase das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014. Isso porque a punição tira a seleção ou qualquer equipe do país de competições regionais, continentais ou internacionais.

“O Comitê de Emergência da Fifa decidiu hoje suspender provisoriamente a Federação Camaronesa de Futebol, com efeito imediato, por conta da interferência do governo. Os artigos 13 e 17 dos Estatutos da Fifa obrigam federações membros a gerirem seus negócios de forma independente e sem influência de terceiros”, disse a entidade máxima do futebol em comunicado.

Ainda de acordo com a Fifa, será estabelecido um comitê de normalização da Fecafoot para que seu estatuto seja revisado e sejam convocadas eleições em 31 de maio de 2014. De acordo com o organismo, o cancelamento da suspensão depende do sucesso desse comitê.

“A suspensão será cancelada quando as autoridades do país permitirem que o novo comitê de normalização entre na sede da Fecafoot para realizar suas atividades normalmente”, explicou a Fifa.

Nem só de notícias ruins foi feito o dia da seleção de Camarões. A equipe estava em segundo lugar no grupo I das Eliminatórias, mas ganhou os pontos da partida contra Togo, que escalou um jogador irregular. Com isso, os camaroneses assumiram a ponta, com dez pontos, e, caso regularizem sua situação, farão um confronto direto com a Líbia, que tem nove.

Sem mais artigos