O lateral-esquerdo brasileiro Filipe Luís, do Deportivo La Coruña, desautorizou os médicos do clube a falar sobre o processo de recuperação da fratura que sofreu na perna esquerda em 23 de janeiro durante o jogo contra o Athletic de Bilbao pelo Campeonato Espanhol.

“No caso de Filipe, não estamos autorizados a fazer comentários sobre ele. O jogador quer que não se fale sobre o assunto. É uma decisão sua. É sua saúde, é seu direito. Só podemos informar sobre sua saúde com sua autorização”, explicou Ramón Barral, um dos médicos do La Coruña, em entrevista coletiva.

Ao lado de outro médico do clube, Carlos Lariño, Barral explicou que, no começo da temporada, os jogadores permitiram que falassem sobre suas lesões e fossem submetidos aos exames considerados oportunos pelos médicos, mas Filipe Luís preferiu voltar atrás e mudar de postura.

“Todos os jogadores nos concederam uma autorização tácita para falar de suas lesões, assim como para fazer exames médicos. A assinaram no começo da temporada e podem revogá-la quando quiserem”, explicaram os médicos.

Barral e Lariño sequer quiseram confirmar se o lateral passou hoje por uma cirurgia para a retirada de pinos colocados na operação à qual foi submetido horas depois da fratura.

“Neste momento não há nenhum problema para informar com o resto (dos atletas)”, concluíram.

Sem mais artigos