<br>
A provocação feita pelo presidente do Conselho Deliberativo do Goiás, Hailé Pinheiro, que disse que ‘chuparia uva’ com a nova camisa roxa do Corinthians, continua dando o que falar no Parque São Jorge.

Para a partida desta quinta-feira pela Copa do Brasil, em São Paulo, o Timão acredita na recuperação – perdeu o primeiro duelo por 3 a 1 – e o atacante Finazzi não perdeu a chance de devolver a provocação. "Agora, se nós ganharmos, eles terão de ouvir também. E só uma coisa sobre uvas: existem roxas e verdes também. Não podemos esquecer disso", afirmou.

<b>Parecendo o Ravanelli</b>

Finazzi já disse que quer apagar a imagem de atacante "bichado" que ficou após seus problemas com lesões neste ano. Nesta quinta-feira, o jogador mostrou que está mesmo disposto a mudar muita coisa, a começar pelo seu visual.

Lembrando o estilo Ravanelli – aquele jogador da Itália que tinha os cabelos brancos, lembra? – o atacante apareceu com o cabelo todo pintado de branco. Segundo Finazzi, a inspiração veio de seus colegas do Sochaux, da França, clube pelo qual o atacante atuou em 2000. "Tinha uns quatro jogadores com o cabelo assim no time. Metade da cidade também tinha esse corte. Sempre tive vontade de fazer, mas não podia esperar mais porque estou ficando careca", disse.

Alguns companheiros não gostaram muito da novidade. "Sinceramente, ficou muito feio", opinou o zagueiro Chicão. "Mas é o estilo dele e a gente tem que respeitar", emendou, tratando de fazer média com o colega.

Até a esposa de Finazzi se mostrou contrária à mudança de estilo do marido. "Minha mulher era contra antes mesmo de eu fazer, disse que eu não iria entrar em casa. Mas a gente conversou e ela se acostumou. Até minha filha estranhou, gritou mamãe, mamãe, o que aconteceu?", finalizou, rindo.

<b>LEIA TAMBÉM:</b>
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=24912>Definidos os confrontos da Libertadores</a>

Finazzi 'assusta' companheiros com novo visual

Sem mais artigos