O deputado federal Anthony Garotinho (PP-RJ) não poupa esforços para instalar a CPI da CBF. Segundo o político, o presidente da entidade, Ricardo Teixeira, barganhou apoio político em troca de jogos do Brasil.

“Ouvi de deputados que eles foram procurados por dirigentes de federações, prefeito e até governadores para retirar a assinatura. Chegaram a afirmar que tiveram propostas para receber jogos da seleção em suas cidades. Ele [Ricardo Teixeira] não pode usar a CBF como moeda de troca”, afirmou Garotinho em entrevista ao jornal “Lance!”.

Enquanto o deputado demonstra muita vontade em investigar Teixeira, outros políticos já não veem a causa com tanto interesse.

“Não tem clima para CPI nesse momento. Mas irei encaminhá-la se esta for a vontade dos deputados e de seus partidos”, disse Marco Maia (PT-RS) ao mesmo jornal.

Sem mais artigos