“Caxias” é o nome dado àquele profissional superdedicado e detalhista, que nunca falta ao serviço nem que tenha motivos para. E, no futebol, um bom exemplo de “Caxias” atende pelo nome de Steven Gerrard. Segundo notícia divulgada pelo site do jornal inglês The Sun desta sexta-feira (22), o meia do Liverpool contou que nunca daria as costas ao English Team – o que o fez alfinetar indiretamente o seu companheiro de seleção, o zagueiro Rio Ferdinand.

Rio recusou a convocação alegando uma lesão e se reuniu pessoalmente com o técnico da Inglaterra, Roy Hodgson, para declinar ao chamado. Porém, a notícia pegou mal no país, ainda mais após Hodgson ser pressionado pela opinião pública para convocar o zagueiro do Manchester United. Agora, o atleta vai comentar a próxima partida dos ingleses contra a seleção de San Marino, sábado (23), pelas eliminatórias europeias, em um estúdio no Qatar.

“Não sei os detalhes do caso do Rio (Ferdinand). Mas eu quero ajudar este time a ir para a Copa do Mundo no Brasil”, disse Gerrard, que marcou presença em todos os minutos que os Reds jogaram na Premier League.

Steven Gerrard fez questão de comentar que jogar pela Inglaterra é o auge na carreira de qualquer jogador e que se não jogar neste fim de semana, ficará bastante desapontado.

“Na minha idade, não tem hora melhor para um jogador. Especialmente depois de vencer o Brasil. Quando estamos bem, com um time em sua força máxima, podemos vencer os melhores”, opinou Gerrard, que tem 32 anos, e lembrando da vitória sobre os pentacampeões no último dia 06 de fevereiro por 2 a 1.

Depois, garantiu estar em plena forma: “Não estou cansado, estou ótimo. Meu corpo está bem. Tenho o meu programa pessoal de exercícios que sigo rigorosamente”.

 

 

Sem mais artigos