O Brasil já tem uma solução para a segurança do país na Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016, é o famoso “bico”. De acordo com a reportagem do jornal “Folha de S. Paulo”, um grupo foi escalado pelo Ministério da Justiça para trabalhar pela adequação da legislação para autorizar o “bico” policial.

“A maior parte das corporações policiais concorda que a utilização desses profissionais permite uma integração maior entre os sistemas privado e público, uma vez que eles já conhecem a doutrina”, afirmou Alexandre Aragon, coordenador da comissão do governo para a segurança da Copa e da Olimpíada.

O grande problema é que os policiais têm uma restrição para ter um segundo emprego. A intenção do governo é conseguir uma liberação para que esses possam praticar, no horário de folga, apenas trabalhos relacionados aos eventos.

Apesar de bico ser proibido pelo estatuto das corporações, estima-se que entre 60% e 80% dos policiais praticam outra atividade quando estão fora do trabalho.

Sem mais artigos