O Palmeiras foi até Florianópolis e saiu com uma boa vitória por 4 a 2 diante do Avaí, no Estádio da Ressacada nesta terça-feira (17). O jogo foi bastante nervoso, com quatro cartões amarelos para cada lado, além de brigas e reclamações. O resultado isolou ainda mais o time na ponta da Série B, que agora tem seis pontos a mais que o vice-líder e 11 de diferença para o quarto colocado, o último que garante acesso à elite no ano que vem.

O time da casa veio bastante fechado, como já virou rotina para quem enfrenta o alviverde paulista. Mesmo assim, conseguiu sair na frente, com Márcio Diogo, em bola bem adiantada que, com um chute baixo e forte, venceu Fernando Prass. Só Valdivia conseguiu empatar, quase no fim da primeira metade do duelo.

Início de segundo tempo, o Avaí conseguiu novamente ficar à frente, aos 21, com Luciano, mas três minutos depois, outro gringo palmeirense, Mendieta, igualou o marcador. Em seguida, ambos os lados pediram pênalti, que não foi assinalado pelo juiz.

Irritado com a atuação da arbitragem, os times tentavam imprimir seu jogo. Então, o Verdão mostrou porque é o líder do torneio e, com astúcia, chegou aos gols. Primeiro, aos 36, o artilheiro Leandro acertou um lindo chute de longe. Para fechar, o uruguaio Eguren aproveitou rebote do goleiro, após cobrança de falta de Wesley, e fechou o placar.

Os catarinenses ficaram distantes do G-4 e, para tentar a diferença que chegou a sete pontos, terá que vencer o clássico estadual contra o Joinville, na casa do JEC, na sexta-feira (20). Já o Palmeiras dará mais um passo rumo à Série A contra o quinto colocado, o Sport Recife, no Pacaembu, sábado (21).

Sem mais artigos