O técnico Josep Barcelona, que vive seus últimos dias no Barcelona, afirmou nesta terça-feira que os números de Lionel Messi nesta temporada o fazem em merecedor da sua quarta Bola de Ouro consecutiva.

Apesar de eliminados da disputa da decisão da Liga dos Campeões, há grandes chances do argentino e de Cristiano Ronaldo disputarem o título de melhor jogador do mundo, principalmente, pelo faro de artilheiros que os dois apresentaram nesta temporada, tanto no Espanhol quanto na competição continental.

Messi e Ronaldo estão empatados no espanhol com 43 gols marcados, mas considerando todas as competições da temporada, a vantagem para o argentino aumenta consideravelmente (65 a 57). Messi ainda igualou o recorde histórico de gols na mesma temporada da Liga dos Campeões, ao balançar as redes em 14 oportunidades.

E a declaração acontece no mesmo dia que o treinador do Real Madrid, José Mourinho, considerou que os gols não decidirão o prêmio de melhor jogador. Para o português, um grande título coletivo é que vai selar a conquista do seu compatriota, que deve conquistar o Campeonato Espanhol.

Cristiano Ronaldo ainda tem a chance de melhorar sua situação em caso de boa campanha de Portugal na Eurocopa. Mesmo assim, Guardiola rechaçou a possibilidade de se fazer previsões sobre o prêmio. “É algo que não se pode controlar”.

Sabendo que is jogadores do time catalão farão de tudo para ajudar o argentino na disputa pela artilharia do Espanhol, Guardiola já pediu para que isto não se torne uma obsessão no Camp Nou. “É preciso jogar o máximo bem. Que o futebol e o jogo façam o resto”, concluiu. 

Sem mais artigos