Em entrevista ao site da Fifa divulgada nessa quinta-feira (07), o técnico do Bayern de Munique, Josep Guardiola, mostrou estar querendo ganhar o seu segundo título com o clube (já venceu a Supercopa da Europa) e exaltou o Mundial de Clubes que jogará em dezembro, tido muitas vezes como desprestigiado pelos europeus.

“É um torneio de muito prestígio. Não é fácil chegar nesta competição e depois ganhá-la. Ainda por cima, é também uma final, e uma final é sempre algo especial. Vencer é tudo. É para isso que estamos aqui”, disse o espanhol.

O Mundial, que acontecerá no Marrocos a partir do dia 11 de dezembro, é também uma oportunidade para os jogadores e comissão técnica conhecerem um lugar diferente. Guardiola contou não fazer questão de manter os atletas “presos” no local em que o elenco ficará mas o próprio comandante não deve sair da concentração.

“Se iremos passar alguns dias fora, eles (os jogadores) não precisam ficar em seus quartos o tempo todo. É bom para eles darem uma olhada na cidade para que isso os ajude a concentrar para o jogo seguinte. Não sei se terei esse tempo livre para mim, já que estarei me preparando para o próximo duelo”, revelou o treinador.

Sem citar possíveis rivais, Guardiola deixou claro que seu time tem que jogar sério. Sobre isso, soltou um simples “Temos que fazer nosso dever de casa”, mesmo contra rivais pouco conhecidos pela Europa.

O Bayern de Munique estreia no Mundial de Clubes no dia 17 de dezembro. Seu adversário, porém, ainda não está determinado, e sairá do duelo entre o campeão da África e o campeão da Ásia, também não definidos. Ambos os torneios continentais estão já em suas finais, sendo que na África a final é entre Orlando Pirates (AFS) e Al-Ahly (EGI); na Ásia, a taça ficará entre o FC Seoul (COR) e Guangzhou Evergrande (CHN).

Veja a tabela do Mundial de Clubes abaixo:

Sem mais artigos