O treinador do Barcelona, Josep Guardiola, que até uma semana atrás considerava que o Campeonato Espanhol já estava definido a favor do Real Madrid, mudou de ideia e disse nesta sexta-feira (13) que sua equipe se esforçará para que o campeão não seja conhecido em breve.

O treinador acredita que a equipe catalã ainda tem chance de ficar com o título nacional e o da Liga dos Campeões, mas não pode mais tropeçar.

“Tanto no Campeonato Espanhol quanto na Liga dos Campeões, se perdermos, estaremos fora de tudo. Mas faremos de tudo para alongar o máximo possível a competição (Espanhol). Para isso, só há uma coisa a fazer: ganhar”, declarou Guardiola, que garantiu que a equipe utilizará força máxima nos dois torneios.

“A partida de quarta-feira (contra o Chelsea, pela Liga dos Campeões) não condiciona em nada a escalação que farei amanhã (sábado). Se estivéssemos a 13 pontos no Espanhol, tudo bem. Mas, do jeito que está, a partida contra o Levante é a mais importante”, completou.

O treinador comentou ainda sobre a rivalidade entre a principal estrela de seu elenco, o português Cristiano Ronaldo, e o argentino Lionel Messi, do Barcelona. Para ele, um estimula o outro a superar marcas.

“Eles se retroalimentam. São dois jogadores que comem separados do restante e temos a sorte de poder desfrutar do que eles fazem”, considerou.

Sem mais artigos