Maria Paula Gonçalves da Silva, conhecida mundialmente como
Magic Paula, foi confirmada nesta quarta-feira (19) no Hall da Fama do
basquete, criado pela Fiba (Federação Internacional do Basquete), em evento
ocorrido em Genebra, na Suíça.

Quando foi chamada ao palco, a ex-jogadora, campeã mundial em 1994 e
medalha de prata dos Jogos Olímpicos de Atlanta (1996), ambos com a seleção brasileira,
entoou o seguinte discurso:

“Gostaria de contar a vocês a minha relação com o basquete,
pois dediquei 28 anos da minha vida a ele. Nada disso seria alcançado não fosse
a coragem que os meus pais me deram e que eu precisava. Eu tinha o sonho de
jogar basquete pelo meu país. Nunca pensei que um dia eu seria homenageada pela
Fiba, a autoridade máxima desse esporte. Gostaria de agradecer aos meus colegas
de time, técnicos, a imprensa e todos do Brasil que me ajudaram e torceram por
mim”, disse.

Além de Magic Paula, Jean-Jacques Conceição (Angola), Teresa
Edwards
(Estados Unidos), Andrew Gaze (Austrália), David Robinson (Estados
Unidos) e Zoran Slavnic (Sérvia) foram laureados.

Agora, a ex-jogadora entra no “time” dos brasileiros que já figuram na lista da entidade: Hortência Marcari, Amaury Passos,
Oscar Schmidt e Togo Renan Soares, o Kanela.

Sem mais artigos