O técnico do México, Miguel Herrera, afirmou nesta quarta-feira (19) que sua equipe tem “armas” para resistir ao poderio ofensivo do Brasil, seu principal rival no grupo A da Copa do Mundo, e em particular ao craque Neymar.

“É claro que é preciso ter uma atenção especial com o Neymar. Ele pode desequilibrar o jogo a qualquer momento. O Brasil é favorito, mas temos nossas armas e podemos resistir e surpreendê-los”, afirmou Herrera durante um seminário organizado pela Fifa em Florianópolis e que terminará na sexta-feira (21).

“Estou conhecendo todos os técnicos e entrando no clima do Mundial”, comentou ele sobre o encontro, que reúne os 32 treinadores que estarão na Copa.

Herrera viajará hoje para Santos, cidade onde a seleção mexicana vai ficar concentrada durante a competição.

“Vamos estar amanhã no Centro de Treinamento do Santos para conhecer a logística de lá”, disse Herrera à Efe.

O México vai estrear na Copa do Mundo contra Camarões, na Arena das Dunas, no dia 13 de junho. Depois vai enfrentar o Brasil, dia 17, no Castelão, e, no último jogo da primeira fase, vai pegar a Croácia, no dia 23, na Arena Pernambuco.

“Quando se está num grupo tão difícil, chegar às quartas de final é muito bom. Porém, nosso objetivo, por mais difícil que seja, é ir avançando e avançando, sonhando com a final”, ressaltou.

Sem mais artigos