O atacante Zlatan Ibrahimovic, de 30 anos, disse neste domingo que continuará jogando com a seleção da Suécia, apesar da decepção da equipe de ser eliminada da Eurocopa já antes do fim da fase de grupos.

“Vou seguir na seleção, ainda me sinto motivado”, declarou o jogador em entrevista coletiva na concentração sueca neste domingo.

Ibrahimovic acredita que foram os “pequenos detalhes” que fizeram com que a Suécia perdesse os jogos contra a Ucrânia e a Inglaterra, em duas partidas que começou ganhando. Para ele, a culpa da eliminação foram os cinco gols sofridos.

O capitão sueco fez questão de elogiar o elenco comandado pelo técnico Erik Hamrén, que apostou no toque direto para frente, como no futebol de antigamente. Para o jogador, a Suécia “nunca jogou melhor”.

“Devemos desenvolver esta forma de jogar. Fazemos um futebol divertido. Antes, as pessoas diziam que nosso estilo era chato, agora todos querem voltar ao antigo sistema defensivo. Eu confio no estilo de Erik”, declarou.

Hamrén, que convenceu Ibrahimovic a retornar à seleção e lhe deu a braçadeira de capitão, está no comando da Suécia há menos de dois anos. Por isso, o atacante pediu que os suecos deem um voto de confiança no técnico, opinião apoiada por boa parte da imprensa esportiva do país.

“Só pode melhorar. É este tipo de partida com que se aprende: se você não comete erros, não aprende”, destacou o jogador.

Ibra se mostrou satisfeito com sua atuação pessoal, mas acredita que não serve para nada se não houver vitórias, e disse que teria preferido jogar pior e que a equipe ganhasse.

O capitão sueco defendeu o papel dos jogadores mais jovens e manifestou, ao mesmo tempo, seu desejo de que veteranos como Svensson e Mellberg permaneçam na seleção.

A Suécia encerrará sua participação na Eurocopa 2012 nesta segunda-feira contra a França. Embora a equipe escandinava já não tenha mais chances de classificação, Ibrahimovic leva a sério a próxima partida. “Jogamos pela honra, temos de levar alguns pontos para casa”.

Ibrahimovic: "Vou seguir na seleção, ainda me sinto motivado"

Sem mais artigos