A torcedora Patrícia Moreira, flagrada chamando o goleiro Aranha, do Santos, de macaco durante o jogo da última quinta-feira (28), na Arena, contra o Grêmio, foi afastada de suas atividades no Centro Médico Odontológico da Brigada Militar. A informação é do Jornal Zero Hora, de Porto Alegre.

Segundo a publicação gaúcha, a decisão foi tomada ainda na quinta, após a partida disputada pelas oitavas de final Copa do Brasil. Patrícia, que era funcionária de uma cooperativa, prestava serviços à BM.

“Conversei com o diretor da empresa, mas não consegui contato com ela. Era uma funcionária competente, mas a postura pessoal que ela assumiu vai totalmente contra os nossos princípios de trabalho. É um fato profundamente lamentável”, disse o major Régis Reche, chefe do Centro Médico Odontológico, em entrevista ao Zero Hora.

De acordo com o major, diversas tentativas de contato com Patrícia foram feitas, mas todas sem sucesso. Nesta sexta-feira, a auxiliar de saúde bucal já foi substituída por outro funcionário da cooperativa.

O vídeo, gravado pela emissora ESPN, mostra Patrícia gritando a palavra “macaco” ao goleiro santista, além de um grupo de gremistas, que imitava o animal na direção de Aranha. Os outros torcedores ainda não foram identificados.

Assista no vídeo abaixo o momento exato do insulto:

Sem mais artigos