O português Eusébio, considerado por muitos o maior jogador da história de seu país, disse hoje que a artilharia da Copa do Mundo ficará entre o argentino Gonzalo Higuaín e o espanhol David Villa, ambos empatados até agora com quatro gols, e que Lionel Messi será eleito o melhor jogador do torneio.

“Tal como todos vimos na televisão e nos estádios, não tenho nenhuma dúvida de que esse pequeno jogador da Argentina ganhará o título de melhor jogador”, disse Eusébio sobre Messi.

O português afirmou, no entanto, que não está impressionado pelo número de gols marcados até agora. “Não vimos muitos gols. Os artilheiros têm quatro, mas ainda temos muito torneio pela frente”.

O ex-jogador português, que foi artilheiro do Mundial de 1966, com nove gols, acredita que em sua época havia maiores jogadores que atualmente e atribui essa decadência à comercialização do futebol.

Sobre a comparação entre o esporte atual e o dos anos 60, Eusébio comentou: “a única resposta que posso dar é que minha geração jogava futebol. Havia muitos bons jogadores no mundo todo, em todos os países. Agora, o futebol é um assunto comercial. Podemos contar os grandes jogadores com uma mão”.

Eusébio concedeu entrevista coletiva junto a outro lendário atacante, o alemão Gerd Müller, artilheiro da Copa de 1970, para que o maior goleador na África do Sul será um jogador com o mesmo nome que o seu, Thomas Müller, também da Alemanha, que até agora já balançou as redes três vezes.

“É um bom jogador. Com 18 anos, já estava na seleção. Um atleta muito valioso e principalmente uma grande pessoa, o que também é importante”.

Sem mais artigos