A Arena do Jacaré zicou os times mineiros na sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Após a virada do Flamengo sobre o América-MG, na quarta, Internacional fez um segundo tempo intocável e atropelou o Atlético-MG nesta quinta-feira (30). Com gols distribuidos entre Leandro Damião, Zé Roberto, D’Alessandro e Oscar, todos marcados na etapa final, o time gaúcho sobe para 12 pontos na tabela, contra apenas 8 do Galo.

25 minutos. Esse foi o tempo necessário para o Inter acabar com todas as esperanças da torcida mineira. Após um primeiro tempo equilibrado, com o Atlético criando um pouco mais que o visitante, as equipes voltaram a campo ainda melhores para a segunda etapa. Mas foi em uma cobrança de falta que Leandro Damião, após rebote do goleiro Renan Ribeiro, pôs fim ao jogo disputado e abriu o placar aos 9 minutos. Sem tempo para respirar, Zé Roberto ampliou alguns segundos depois.

A mudança no rumo da partida ficou evidente pelas manifestações da torcida do Galo, que passou a reclamar do time e do técnico Dorival Júnior. Não demorou muito para D’Alessandro e Oscar determinarem a goleada em Minas Gerais, que parou aos 34 minutos. O lateral Guilherme Santos ainda teve tempo de perder a cabeça e ser expulso por lance violento em Bolatti.

Maikon Leite substitui Gladiador no Palmeiras com gol em vitória

Mais cedo, o Palmeiras fez uma partida segura e venceu o Atlético-GO por 2 a 0 no Canindé, com gols do veterano Marcos Assunção e do estreante Maikon Leite. Com o resultado, o time paulista chega a impressionante marca de sete vitórias em sete jogos no estádio da Portuguesa nesta temporada. Mais do que isso, o Palmeiras é agora o terceiro colocado, com 14 pontos. O Atlético fica próximo da zona de rebaixamento, com 8.

A primeira etapa foi bastante movimentada, principalmente por causa do novato Maikon Leite, que criou muito pela ponta direita. E foi em lance de Márcio Araújo, homenageado pela marca dos 100 jogos com a camisa do Verdão, que Maikon recebeu na área e fez seu primeiro gol pelo time de Felipão, aos 27. Seis minutos depois, Gabriel Silva foi derrubado na área e Marcos Assunção cobrou o pênalti que definiu o resultado. 

Sem mais artigos