A Copa de 2014 segue preocupando as pessoas mais rodadas no futebol do Brasil. Desta vez, o presidente de honra da Fifa, João Havelange, opinou sobre a lentidão das reformas dos estádios brasileiros em entrevista ao jornal “Estado de S. Paulo”.

“Eu acho que sim, mas o que posso fazer? O governo é quem te de fazer, porque estamos em 2011 e a Copa será em 2014. Sei que, atualmente, a parte técnica de uma construção é muito valiosa e rápida. Mas tem um limite também. Certa vez, disse que o Maracanã deveria ser implodido e fui muito maltratado”, afirmou Havelange.

No entanto, não é apenas o estádio que preocupa o dirigente. Segundo o ex-presidente de honra, falta toda a infra-estrutura no país.

“A Fifa só faz [a Copa] depois de ter entendimento com o governo, que é quem tem de fazer a segurança, rever os aeroportos e verificar os estádios. A CBF entra com sua equipe e sua organização. Pergunto: mexeram nos aeroportos? Não. Mexeram nas estradas? Não”, completou.

Sem mais artigos