<br>Após três rodadas sem uma única vitória e com apenas um ponto no Paulistão, o Santos entra em crise. O técnico Leão, contratado em substituição a seu desafeto Vanderlei Luxemburgo, que foi pro Palmeiras, já mostra que tem dificuldade em controlar o grupo. No ar, a impressão de que ele pode estar sendo "fritado" (prejudicado intencionalmente) pelos jogadores. O lateral-esquerdo Kleber, que demora a se recuperar de uma lesão que o técnico considera estranha.

“Só estou na expectativa de que ele (Kleber) retorne para nos ajudar, pois já está há algum tempo no Departamento Médico. Primeiro, alegou que tinha uma hérnia, mas, uma vez que não detectamos nada, ele voltou para o campo. Vamos ver se jogará depois de amanhã”, afirmou Leão ao site Gazeta Esportiva, referindo-se à partida contra o Bragantino, domingo, na Vila Belmiro.

Para o treinador, a possibilidade de jogadores derrubarem técnicos é uma realidade no futebol. "Tenho certeza de que existe. Gosto de mostrar a cara desses homens. A conversa que tive com eles (os atletas do Santos) passou por isso. É preciso ser muito forte", declarou Leão, que não perdia de vista o lateral Kleber, que corria em volta do campo de treinamento.

<b>LEIA TAMBÉM:</b> <a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=23263>Derrota para o Juventus foi "uma desgraça", diz Leão

Jogadores podem estar fritando Leão. Kleber é suspeito

Sem mais artigos