O jogo entre Senegal e Costa do Marfim, pelas Eliminatórias para a Copa Africana de Nações 2013, foi dado por encerrado aos 30 minutos do segundo tempo, por causa de incidentes ocorridos nas arquibancadas do estádio Leopold Senghor, em Dacar.

A confusão começou depois do segundo gol marfinense, marcado por Didier Drogba, que também havia aberto o placar. Depois do 4 a 2 sofrido na partida de ida, a seleção senegalesa ia sendo eliminada da competição.

Vários objetos foram lançados no campo e bandeiras foram queimadas e lançadas no gramado. Houve invasão de campo por parte de ambas as torcidas. Os jogadores de Costa do Marfim foram obrigados a se abrigar no vestiário para fugir da fúria dos torcedores adversários.

Com o tumulto e faltando apenas 15 minutos para o fim do jogo, a partida acabou sendo encerrada pela arbitragem.

Neste sábado (13), mais cinco seleções se juntaram à África do Sul, país sede, para disputar a Copa Africana, no ano que vem: Mali, Gana, Nigéria, Tunísia e a atual campeã Zâmbia.

Sem mais artigos