O Daily Mail pegou um pouco pesado e a manchete de sua página principal nesta sexta-feira (11) diz que o “Liverpool açoitou Suárez ao Barcelona por £ 75 milhões enquanto dá adeus ao artilheiro mordedor, traidor e racista”. A mídia inglesa, que não alivia em casos polêmicos, costuma realmente dar muita atenção à vida pessoal dos atletas e, ao invés de se ater no excelente aproveitamento do uruguaio, por exemplo, prefere listar os casos polêmicos extracampo protagonizados pelo atacante.

Isso tudo porque, na última partida da primeira fase da Copa entre Uruguai e Itália, dia 24 de junho, Suárez mordeu o zagueiro Giorgio Chiellini (repetindo o ato pela terceira vez na carreira) e acabou sendo suspendo da Copa do Mundo, não podendo jogar as oitavas de final, jogo que a Celeste acabou perdendo para a Colômbia, quatro dias depois, por 2 a 0.

A “traição” sentenciada pelo jornal inglês seria a própria escolha por sair dos Reds, clube que não conseguiu o título da Premier League na temporada passada mesmo tendo-o nas mãos.

Já a acusação de racismo é graças a um episódio no final de 2011, em um jogo entre Liverpool e Manchester United. Suárez teria feito insultos preconceituosos ao jogador rival, Patrice Evra (foto abaixo). Na ocasião, fora punido com oito jogos de suspensão e uma multa de £ 40 mil (cerca de R$ 152 mil), além de uma mancha praticamente indelével em sua já controversa fama.

“É com o coração pesado que eu deixo o Liverpool para uma nova vida e novos desafios na Espanha. Tanto eu, como minha família, nos apaixonamos por este clube e por esta cidade. Espero que vocês possam entender esta decisão (de sair). O clube fez tudo para que eu ficasse mas, jogar e viver na Espanha, onde a família de minha esposa mora, é um sonho antigo e uma ambição. Acredito que agora seja a hora certa”, diz parte do comunicado oficial que Suárez divulgou.

O Barcelona, que pagou os £ 75 milhões (cerca de R$ 285 milhões) pela transferência, tem um novo camisa 9, que assinou por cinco anos. O chileno Alexis Sánchez (foto abaixo) fez o caminho inverso, mas para o Arsenal, negociação esta que moveu R$ 111 milhões aos cofres catalães.

Porém, o time de Neymar e Messi terá que esperar os quatro meses de punição impostos a Suárez, que não poderá nem se apresentar no Camp Nou por causa da decisão tomada pela Fifa após a mordida em Chiellini.

Jornal inglês comemora saída de Suárez do Liverpool: ‘Livrou-se do mordedor, traidor e racista’

Sem mais artigos